Piora nas notícias sobre coronavírus e expectativa por resultados: o noticiário que está movimentando o Ibovespa

SÃO PAULO – O Ibovespa opera entre perdas e ganhos em uma sessão extremamente volátil nesta segunda-feira (10). De um lado, a piora no noticiário internacional prejudica o desempenho dos mercados globais e faz com que os investidores não se animem a comprar ativos de risco aqui no Brasil. Do outro, as expectativas pelo resultado do Itaú Unibanco (ITUB4), que sai hoje após o fechamento do pregão, trazem algum alívio para as ações de bancos.

Na semana passada, o Bradesco (BBDC3; BBDC4) surpreendeu analistas e revelou um balanço sólido, que animou os investidores.

No cenário macroeconômico, as bolsas internacionais apresentam desempenho errático após a China ter que adiar a volta completa ao trabalho por conta do coronavírus. Era esperado que hoje as empresas chinesas voltassem a funcionar após ficarem paralisadas desde o dia 24 de janeiro, mas, com a disparada no número de infectados pela doença, indústrias como a Foxconn, fornecedora da Apple, decidiram permanecer fechadas.

Já chegou a 40.170 o número de pessoas infectadas e a 908 a quantidade de mortos pelo vírus. Algumas províncias chinesas só vão retomar as atividades em março. A Grã-Bretanha declarou hoje que o vírus é uma “ameaça à saúde pública” após quatro casos autóctones serem confirmados.

Às 11h04 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha queda de 0,92% a 112.717 pontos. O dólar comercial registra alta de 0,14% a R$ 4,325 na compra e a R$ 4,327 na venda. O dólar futuro para março tinha leve variação positiva de 0,02% a R$ 4,327.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 cai cinco pontos-base a 4,93%, o DI para janeiro de 2023 tem queda de quatro pontos-base a 5,52% e o DI para janeiro de 2025 perde também quatro pontos-base a 6,16%.

Segundo a Capital Economics, a propagação do coronavírus custará à economia mundial mais de US$ 280 bilhões nos primeiros três meses do ano, pondo fim a uma série de 43 trimestres de expansão global, de acordo com a Capital Economics. Com base nessas previsões, “o PIB global não crescerá em termos trimestrais pela primeira vez desde 2009”, segundo relatório de autoria de Simon Macadam, economista global da empresa com sede em Londres.

Na mesma linha, o Credit Suisse cortou estimativas de crescimento global de 2,6% para 2,4% em 2020. Para a equipe de análise do banco, as commodities metais estão sendo muito impactadas pelo surto do vírus. “Algumas siderúrgicas reduziram a produção em 20-25% em função da falta de insumos”, destacam os analistas.

Diversos outros bancos reduziram estimativas para a economia brasileira por conta dos reflexos econômicos da epidemia que assola a China.

Leia mais

Coronavírus na China faz despencar cotações de commodities brasileiras

Coronavírus deve estagnar PIB global, diz Capital Economics

JPMorgan reduz projeção de alta do PIB do Brasil em 2020 de 2% para 1,9%

Entre os indicadores, o Relatório Focus do Banco Central revelou que os economistas do mercado mantiveram suas expectativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2020 em 2,3% e para o PIB de 2021 em 2,5%.

Com relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a mediana das expectativas foi reduzida de 3,4% para 3,25% em 2020, mas ficou estável em 3,75% para 2021.

Para o câmbio, as expectativas se mantiveram em R$ 4,10 para 2020, mas foram elevadas de R$ 4,05 para R$ 4,10 para 2021. Já para a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, houve manutenção das projeções em 4,25% para 2020 e 6% para 2021.

Noticiário Corporativo

O Bradesco (BBDC3 e BBDC4) aumentará o seu capital social em R$ 4 bilhões, com a emissão de 806,3 milhões de novas ações ordinárias e preferenciais. O objetivo do aumento de capital, segundo o banco, é fazer uma bonificação aos atuais acionistas e ampliar a quantidade de papéis em circulação no mercado, “tornando o preço mais atrativo a um número maior de investidores”.

Já a Alpargatas (ALPA4) divulgou seu balanço e informou que o seu lucro líquido cresceu 29,5% no ano passado, para R$ 431,6 milhões. A fabricante das Havaianas vendeu no ano passado mais de 252 milhões de pares das sandálias e de calçados das marcas Osklen e Mizuno, um crescimento superior a 1,8% no volume de vendas.

A BB Seguridade (BBSE3) publicou balanço na manhã de hoje e informou um lucro líquido recorrente de R$ 4,3 bilhões, em crescimento de 21,3% na comparação a 2018.

Já a Petrobras (PETR3; PETR4) divulga relatório de produção e vendas do quarto trimestre após o fechamento do mercado; desempenho financeiro será divulgado em 19 de fevereiro. O Itaú Unibanco e a São Martinho divulgam balanço após fechamento do mercado.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

The post Piora nas notícias sobre coronavírus e expectativa por resultados: o noticiário que está movimentando o Ibovespa appeared first on InfoMoney.

Deixe um comentário