Bill e Melinda Gates incluem clima e gênero em metas da fundação

(Bloomberg) — Bill e Melinda Gates, cofundadores da maior fundação privada do mundo, disseram que combater a mudança climática e promover a igualdade de gênero serão questões importantes de seu projeto filantrópico daqui em diante.

Em uma carta para marcar o 20º aniversário da fundação, o casal disse que o clima é uma questão-chave para o cofundador da Microsoft, enquanto a igualdade de gênero se tornou foco para sua esposa.

A fundação planeja trabalhar em tecnologias para reduzir as emissões de carbono, entre elas ideias que possam fornecer energia sem emissões mais baratas em países de baixa renda, e em maneiras de ajudar populações vulneráveis, como agricultores de subsistência, a se adaptarem às mudanças climáticas.

“Combater a mudança climática exigirá níveis históricos de cooperação global, quantidades sem precedentes de inovação em quase todos os setores da economia, implantação generalizada das soluções atuais de energia limpa, como solar e eólica, e um esforço conjunto para trabalhar com pessoas em situação mais vulnerável a um mundo mais quente”, escreveu Bill Gates, o segundo homem mais rico do mundo, segundo o Índice de Bilionários Bloomberg.

Leia também:
Bill Gates: de prodígio da informática a bilionário que quer mudar o mundo
Hedge fund mais rentável do mundo adota tática climática radical

A Fundação Bill e Melinda Gates tem quase  em dotação, incluindo fundos do amigo de Gates e fundador da Berkshire Hathaway, Warren Buffett, e já doou mais de US$ 50 bilhões. A fundação tem trabalhado para melhorar a saúde global e a educação nos Estados Unidos e, mais recentemente, começou a investir em programas climáticos e de igualdade de gênero.

Melinda Gates identificou a necessidade de mais mulheres em cargos de liderança nos governos, finanças, tecnologia e saúde. Ela também enfatizou a importância de abordar barreiras enfrentadas por mulheres de todas as origens, como trabalho não remunerado e violência de gênero.

Mais difícil

“Não importa em que lugar do mundo tenha nascido, sua vida será mais difícil se nascer menina”, disse Melinda.

O casal analisou sucessos e fracassos em duas décadas de filantropia global em saúde em áreas como vacinação, malária e prevenção da Aids. Bill Gates reforçou a importância para a fundação de apoiar a saúde global.

“A saúde global será sempre o foco principal de nossa fundação”, escreveu Bill Gates na carta. “Este trabalho se tornará cada vez mais importante no futuro à medida que as mudanças climáticas tornarem mais pessoas suscetíveis a doenças.”

A fundação planeja financiar trabalhos sobre planejamento familiar, saúde materna e neonatal e novas maneiras de prevenir a desnutrição.

Outro objetivo de financiamento, a educação nos EUA, obteve menos sucesso do que o trabalho em saúde, disse Melinda Gates.

“Na saúde mundial, existem muitas evidências de que o mundo está no caminho certo, como a drástica queda da mortalidade infantil, por exemplo”, disse Melinda. “No que diz respeito à educação nos EUA, ainda não estamos vendo o tipo de impacto que esperávamos. O status quo ainda está falhando com estudantes americanos.”

Invista para aproveitar melhor a vida: abra uma conta gratuita na XP

The post Bill e Melinda Gates incluem clima e gênero em metas da fundação appeared first on InfoMoney.

Deixe um comentário